segunda-feira, 17 de maio de 2010

Balão de São João - Poesia (Humor)

Em todos os anos nos meses de junho,
Eu me sentia poderoso.
Todos cantarolavam para mim
E eu todo orgulhoso...

No céu da cidade,
Passeava majestoso...
As armações que eu carregava,
Iluminavam-me com gosto!

Hoje todos me perseguem...
Como se eu fosse um criminoso.
Não me dão a chance de ser alguém,
Querem me destruir com dolo.

Perseguem os meus amigos também...
Os chamando de mafiosos.
As crianças dizem cai cai balão.
Os adultos: Vou destruí-lo com minhas mãos.

Nenhum comentário: