segunda-feira, 17 de maio de 2010

Fogosa Paixão - Soneto

Emoção levada ao grau intenso
Esse amor arde em fogosa paixão
Sentimento difícil de ser controlado
Vício dominador de cada coração

Mantém o entusiasmo com a outra parte
E, aí, perde-se a cabeça por esta razão
Ao se amar de maneira muito selvagem
O beijo apaixonado é quente como o verão

Mas quando a paixão esfria e tudo acaba
Cinicamente vai cada um para o seu lado
Voltam aos velhos hábitos, não houve nada!

Mas com o passar dos anos à saudade anima
Trazendo lembranças que marcaram essas vidas
Por mexerem tanto com eles, querem dividi-las.

Nenhum comentário: