sábado, 15 de maio de 2010

Linhada - Poesia

Linhas de linho, de fibra
E de cordas de violão
Separa o real do imaginário
Nos traços das nossas mãos

Linhas que transmitem energia elétrica
E estabelece a comunicação
Liga dois pontos distintos
Traços contínuos duma só dimensão

Linhas de trem e de ônibus também
Linha do equador e linha para pescar
Linha de crédito que nem todos têm
Marca d’água do navio, faixas feitas para alertar

Linhaça, linhada, linhagem
E linha de pensamento
Das palavras ditas aos ventos
Linha só para amarrar

Nenhum comentário: