quarta-feira, 16 de junho de 2010

Poemas Curtos V - Trovas

Quem mudou a minha vida
Com simplicidade no louvor
Fez-me saber que sentida
Fica a alma sem amor


Você que me encanta
Traga paz ao meu coração
Você que me levanta
Tira-me da solidão


Amizade é um sentimento de afeição e ternura
Amizade faz os nossos dias cada vez melhores
Amizade sincera é rara, bela e sempre pura
Amizade é presente de Deus e nos revigora


Sinto você fixar o seu olhar em mim
O brilho dos seus olhos traz luz a minha alma
A ternura do seu olhar mexe comigo, sim!
E meu coração que pulsava inquieto agora se acalma


Andava de bar em bar em busca de um amor
Bebia todas enquanto dançava no tédio
Quando percebia o galo já cantava e eu só na dor
Era hora de voltar para casa bêbado, o meu remédio.


Busco incessantemente esse amor
Nada vai me fazer desistir
Minhas forças se esvaíram e o cansaço me tomou
Mas eu não desisto de na vida ser feliz.


Quando amargo é o choro
E as lágrimas são salgadas
A tristeza é em dobro
Das lembranças amadas


Sente-se cansada de tudo
Cansada de sua rotina
Pretende sair do mundo
Deus disse: Ame a sua vida...


No poema que escrevi na areia
Eu declarava amor por você
A maré subiu apagando as letras
Só restou eu poder lhe dizer


Como é difícil seguir a Deus
Criam leis difíceis de entender
Só quero os mandamentos seus
E não seguir a homens fariseus


De todas as tentações vividas
A única que não resisti com prazer
Mesmo sabendo de suas armadilhas
Foi o de me render aos encantos seus.


Lealdade é pessoal
Fidelidade é obrigação
Ser franco é legal
Seja fiel com exatidão


Imaginando os impossíveis,
Damos margens aos sonhos...
Não sabem que somos poetas!
Então nos chamam de loucos.


O sorriso infantil
É profundo e bem sutil
Mas de alcance Impossível
Para o adulto viril


A arte de esperar
Produz grande virtude
Obterás o que deseja
Com paciência e plenitude


Sou dos versos reflexivos,
E sei que os bons conselhos,
Tem base nos bons princípios.
Quanto aos maus, tento impedi-los.


Ao fingir que não me vê
Provocas em mim tristeza
Disfarço não perceber
Trago no coração leveza


Quando olho para o espelho
Percebo minha possibilidade
Quando resolvo olhar você
Vejo em ti minha felicidade


Amor não combina com a dor
Mas o ciúme o empobrece
Não conheça esse dissabor
De viver na solidão somente


Eu pensei que sabia tudo
E não seria jamais atingido
Mas derrubastes o meu mundo
De segredos e infortúnios

Nenhum comentário: