sábado, 17 de julho de 2010

Donzela - Soneto

Como é sensual
O seu caminhar
Transmite alto astral
Levando-me a sonhar

Sonho com ternura
Sempre ao me deitar
Donzela menina pura
Deixa eu te amar

Se deixar, lhe mostrarei
O homem que eu posso ser
Nas noites que te amarei

Se não deixar, vou entristecer
Mesmo assim eu torcerei
Para ser feliz com outro ser

Nenhum comentário: