quarta-feira, 21 de julho de 2010

Amarei Sem Pressa - Soneto

Sinto-me livre quando eu te amo
O meu coração pulsa mais forte
Liberto-me de todo desengano
Que havia me deixado desconforme

No desenrolar de nossa transa
Sinto um tesão incomum em ti
Cada orgasmo que tenho na cama
Viajo a lugares que nunca vi

Você não parecia, mas agora é
A mulher mais linda dessa terra
Minha antiga fera, agora é bela!

Fico sempre louco para lhe ver
Mas sei que a terei na relva
Onde te amarei sem pressa.

Um comentário:

MEUS POEMAS disse...

Lindo soneto poeta, parabéns!
Seu blog e seus textos são muito bons, adorei!
Obrigada por seguir-me, tb estou por aqui!
Bjs pra vc
Gena Maria