domingo, 1 de agosto de 2010

Amor Atrevido - Soneto

Ao lhe ver sempre fico atrevido
Quero dar-lhe beijos molhados
Viver essa paixão sem ser censurado
Contigo sermos eterno namorados

Meus pensamentos são sedutores
Sempre quando estou junto a ti
Presa ao meu caule exala o perfume
Como uma flor no jardim

Meu coração arde em fogo
Na tentação de estar aqui
Nosso amor é o maior de todos

E ninguém poderá impedir
A força desse grande amor
Nem se quiserem, destruir.

Nenhum comentário: