quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Primeira Vez - Soneto

A primeira vez sempre é maravilhosa
A primeira vez é cheia de mistério
A nossa primeira vez foi estrondosa
A nossa primeira vez foi sem revertério

Percebi você agindo como uma criança
Olhando ao redor sem saber distinguir
O enigma de um encontro apaixonado
Suspiro misturado de um gozo sem fim

Nossos corpos se misturavam
Como num passo de uma canção
As curvas também se encaixavam

Côncavo e convexo com perfeição
Assim durante a noite nos amamos
Fomos feitos para essa emoção

Nenhum comentário: