domingo, 3 de outubro de 2010

Fúria Louca - Poesia

Vejo você numa fúria louca,
Querendo me sentir.
Instiga-me a lhe pegar com força,
Para dar-lhe prazer sem fim...

Olha-me cheia de tesão e desejos,
Vejo-te numa gula deliciosa,
Que vontade de suprir os seus anseios,
Vem pra cá e fecha a porta!

Vou te dar o que queres,
Você nunca teve e nem terá,
Homem como eu.
Sou no sexo, um mestre!

Vou deixá-la ardida e sufocada
Com gostinho de quero mais...
Também muito saciada,
Suspirando em cada gozo, mais e mais...

Nenhum comentário: