domingo, 3 de outubro de 2010

Por Toda Noite - Poesia

Noite chuvosa de inverno
O tempo está frio...
Ao falarem são ternos
A cada taça de vinho...

Na beira da lareira
Ardem de tanta paixão...
Dois corpos incandescentes
Em processo de erupção...

Esses dois vão se amar
Se possuirão por inteiro
Em branco nada vai passar
Felizes em pleno devaneio...

Nessa linda noite de amor
Propícia para se apaixonar
Dois corpos nus e encaixados
Ficarão até o dia clarear.

Nenhum comentário: