sábado, 12 de fevereiro de 2011

Indisciplinada - Poesia

Nosso amor se encaixa
Maravilha de sentimento
Mas você é indisciplinada
E tudo vira um grande lamento
Menina não desperdice a vida
Desse jeito eu me afasto
Não aguento tanta bola dividida
Chega desse momento nefasto
Como nas correntes arrastadas
De uma escravidão inconsequente
Em que os senhores tiravam os sonhos
Das pobres almas inocentes
Está sobre a areia o meu castelo
A qualquer momento vai desmoronar
Vivemos muitos momentos belos
Mas ouça bem indisciplinada
Vulcão eu não vou aguentar

Nenhum comentário: