segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Lugares Obscuros - Rondel

Caminhei por lugares obscuros
Na busca de um amor verdadeiro
Eles fazem parte dos submundos
Por sorte sai deles todo inteiro

Vejo as loucuras do caminhoneiro
Nesta vida aprontamos sem medos
Caminhei por lugares obscuros
Na busca de um amor verdadeiro

Confesso serem lugares imprecisos
Meu caminho nunca foi rotineiro
Meus sonhos estavam lá em segredos
Lembrar dói até o peito, é vespeiro.
Caminhei por lugares obscuros

Nenhum comentário: