quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Minha Tara - Poesia

Você é a minha tara
Meu sonho de consumo
Se deixar eu te pego com raiva
E percorro todo o caminho

Nesse corpo com textura macia
Apertarei cada cantinho gostoso
Deixarei você enlouquecida
Tomada de vontade e anseio

Viajo num pensamento de lascívia
Durante todo o momento gostoso
Bem insinuante lhe encho de alegria
Mesmo despretensiosa não terá pudor

Suada, molhada e cheia de paixão
Vai até me chamar de amor
Gulosa, com vontade e tesão
Transpira emoção com ardor

Nenhum comentário: