segunda-feira, 14 de março de 2011

Lábios Latentes - Poesia

TAUTOGRAMA Letra “L”

Lábios latentes libidinosos,
Lembranças longe lindas.
Legítimos libertadores, logo.
Levam lugares lascívia.

Linear limpa lisonja,
Locadora leve levita,
Límpida língua ligeira,
Lição legal liberalista.

Linfático libera lembrete,
Locução loucamente leviana,
Lunático lesou lábios latentes,
Listando lorotas luciferanas.

Essa poesia fala de uma boca bem gostosa e elogiada, que depois foi caluniada por algum tipo de inveja do seu desempenho ou por não tê-lo.

Nenhum comentário: