quinta-feira, 10 de março de 2011

Lembro-me Bem - Poesia

Lembro-me de cada detalhe
Não deixo passar nada em branco
Vivo feliz e sem entrave
Porque nunca houve engano

Minha vida é sem atrapalho
Conheço os meus sentimentos
Não me permito ser enxovalhado
Nos meus propósitos há contentamento

Utopia não faz parte do meu ser
Asas eu dou a sonhos possíveis
Mas lembro-me bem de você
Nosso amor é dos impossíveis

O amor nos eleva em emoção
Deixa-nos terno e com doçura
Mas se proibido dói no coração
Esquece tudo que a vida é dura

Um comentário:

monsoresprado disse...

Vivo na esperança e concretização de um sonho impossível, na esperança que o Deus que conhecemos opere milagres e maravilhas.sabngi