quarta-feira, 13 de abril de 2011

Natureza Morta - Poesia

Ao pintar o seu belo quadro
O artista retrata a loucura existente
Mostra para todos ao seu redor
A insensibilidade humana aparente

Das mais simples folhas que caem ao chão
Contemplamos também a covardia e a dor
Das flores arrancadas dos jardins que se vão
Ao pobre e inofensivo animal abatido sem dó

Falta comunicação entre o homem e a natureza
Para que esta pintura fique só na lembrança
A vida enfim, poderia ser uma beleza
Mas é grande a loucura da pobre raça humana

A natureza está quase totalmente morta
Os estudos ecológicos não são levados a sério
Temos um fim que está muito próximo
Agradeça aos homens por todas as suas intempéries

Nenhum comentário: