segunda-feira, 25 de abril de 2011

Solidariedade - Poesia




















TAUTOGRAMA Letra "S"

Serviço sem sucesso,
Sacrificou simples serviçal.
Saqueado sem senso,
Saiu sentindo-se sarjado...

Sangue saiu sofrido,
Só salvação seria saúde.
Satanás satirizou, segundo!
Senhor segregado, sofrendo.

Semelhantes seres sentiram,
Seletos são sensórios.
Sensibilizaram-se sem-fim,
Sequidão sobretudo social.

Solicitaram socorro, sim!
Solidariedade sobre-humana.
Sorrateiros sórdidos sotopostos,
Suas solicitudes são soez, sobras...


Esse texto fala de injustiça trabalhista acompanhada da solidariedade de pessoas boas.

Um comentário:

* Verinha * disse...

Como é gostoso visitar o seu cantinho Djalma!.. Sempre me encanto com suas poesias!

Uma super beijoquinha em seu coração..
Verinha