domingo, 1 de maio de 2011

Deixe-me - Soneto

Deixe-me melhor me apresentar
Oferecerei tudo o que queres
Não sabes, mas quero lhe agradar
Com carinho, fareis que cresças

Deixe-me tocar em sua pele
Estou uma brasa incandescente
Não há hoje por você quem vele
Amarei-te com zelo eternamente

Deixe-me ser vital para você
Eu quero fazer toda a diferença
Nesta vida busque a tudo antever

Deixe-me acariciar o seu coração
Despertar o seu amor esquecido
Para juntos vivermos em emoção