domingo, 22 de maio de 2011

É a Bel - Indriso

Corpo dourado, cor do mel
Amor desejado na paixão
Como num salto de rapel

Amor doce como o mel
Dengoso e bem gostoso
Quem me ama assim é a Bel

Corpos que deslizam por inteiro,

É o nosso amor, que flui no canteiro.

Um comentário:

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

Djalma!!!
Eu vi teu nome no blog do casal 20 e, lembrei dele no vídeo de uma amiga e vim conferir quem era. kkkkkk
Eu não acredito que este poeta é o marido de minha amiga que me chama de mana! R.É VC?!
Lindo poema....
FICA COM DEUS.