domingo, 1 de maio de 2011

Tudo Tem Seu Tempo - Soneto

Há tempo de nascer e morrer,
Eu morro de vontade de você.
Tempo de amar e tempo de crer,
Acredito no tempo do revés.

Ficar triste em todo tempo,
Leva sempre o coração a chorar.
É um maravilhoso gasta tempo,
Brincar, sorrir e muito dançar.

Existe um tempo para espalhar,
Não gosto nada desse período,
Mas também há tempo de ajuntar.

O tempo que se procura economizar,
São momentos difíceis pra danar,
Melhor é ter dinheiro para gastar.

Um comentário:

SIMONE PRADO disse...

O tempo que é mais desgastante é o da espera constante, chego a me cansar, fico num impasse, lutar ou deixar pra lá?