sábado, 25 de junho de 2011

Ansiedade - Poesia

Essa distância infinita,
Desperta em mim ansiedade...
Quero lhe ver querida,
Sempre face a face.

Sinto-me completamente apaixonado,
Você me seduziu à distância,
Apossou do meu pensar,
Ao lhe imaginar ajo como criança...

Penso no dia em que vou lhe tocar,
Sinto ternura em sua palavras,
A cada carta que recebo,
Aumenta minha esperança...

Ao ouvir a sua voz,
Quando você me telefona,
Vou a loucura na emoção,
Não sei como o meu coração aguenta.

Você é como a flor do meu jardim,
O canto dos pássaros na copa das árvores,
Mulher sensível demais para mim,
Vou lhe amar como o último dos amores.

Nenhum comentário: