quarta-feira, 15 de junho de 2011

Qual o Gosto - Poesias

Qual o gosto se encontra na solidão,
para não buscar quem lhe complete.
Se tua boca beijar com emoção,
sentirá o aroma campestre...

Qual o gosto que sente por estar só,
sem ter quem a sua face tocar...
Você tem que desatar este nó
E buscar asas para voar...

Qual o gosto que busca nas desavenças,
não sentirá o calor dos abraços,
nunca é tarde, então tenta
ser feliz com alguém nos braços.

Qual o gosto quando sofre o coração,
abandonado por pura estupidez.
Deixe a vida te levar na emoção,
viva e deixe viver a sensatez...

Se mudar o gosto pela vida,
o amor arderá no seu peito outra vez.
Verá a luz no fim do túnel querida.
Aí, perceberá como o amor é perfeito.

Nenhum comentário: