domingo, 10 de julho de 2011

Entendimentos e Ações - Soneto

Eu sou capaz de qualquer coisa,
Para preservar a nossa relação.
Não sei se foi uma coisa boba,
Que tentou entristecer o coração.

Usou de um artifício assustador,
Para quem era doce e carinhosa.
Transformou-se numa criatura rude,
Esquecendo-se de uma vida amorosa.

As vezes não consigo lhe entender,
Confusão de entendimentos e ações
Ama a pessoa, depois vem e agride.

Palavras que maltratam por demais,
Nada que justifique esta atitude,
Depois se arrepende e volta atrás.

Nenhum comentário: