sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Aquela Noite - Poesia

Lembro-me daquela noite em especial.
Nós dois juntos a noite toda,
Numa aventura sem igual...
Nem chegamos à cama
E já nos atracamos, foi sensacional...
Com beijos ardentes
Nos envolvíamos
Com abraços callientes
Sentia a sua pele macia.
As nossas roupas pelo chão
Confundia-se com a toalha da mesa
Seu bumbum arrebitado, hum!
Levou-me a loucura extrema.
Tinha que possuí-la por inteira,
Então, resolvi levá-la ao banheiro.
Para começar a te amar por ali,
Até chegar o momento derradeiro
Onde nos amaríamos pra valer...
Ah, aquela noite!
Entrou para minha história...
Em minha mente está gravada
Lembro-me de você gritar, me devora!
Dizia que antes me odiava,
Mas que agora me adora.
Nossos corpos fundiram-se
Estavam incandescentes
Agora colados, somos um eternamente...

Um comentário:

LUZ disse...

Olá Djalma,

Muito bem! Nota 10.
"Somos um eternamente".

beijos de luz.