quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Colcha de Retalhos - Poesia

Como uma colcha de retalhos,
O poeta viaja em seus encantos...
Um dia tudo é muito colorido,
Em outros ele vê tudo preto e branco.

Nas variações de seus sentimentos,
Desencantos e magias lhe completam.
Não sabe ele que os seus devaneios,
Leva-nos a uma vida de incoerência.

Nas cores de suas letras encantadas,
Percebemos muito de sua vida...
Seus sonhos de instâncias variadas,
Sempre inauguram uma folha de papel sem linhas

Envolvente as suas frases dizem muito,
A felicidade é a mais bela das inspirações.
Quando fala da tristeza nem sempre é infortuito,
Mas é na paz que nos envolvemos em emoções.

5 comentários:

* Verinha * disse...

Passando para uma visita e para me deliciar com suas poesias :)

Beijokas em seu coração Djalma!

Sopa de Letrinhas da Leninha disse...

Lindo poema... mais uma vez por aqui... e feliz ao ler! Parabéns

LUZ disse...

Olá Djalma,

Poesia é mesmo colcha de retalhos.
Emoções e mais emoções.

Bjs de luz.

MARILENE disse...

Nossa vida é, realmente, toda retalhada. Passamos grande parte dela a fazer remendos. Mas há uma vantagem, esse colorido lindo, que esconde todas as costuras.

Bjs.

LUZ disse...

Olá Djalma,

Agradeço o seu comentário no meu blog.
Bom domingo e óptima semana.

Beijos de luz.