quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Queria Amar Mais - Poesia

Eu queria poder amar mais
E mesmo quando estivesse exausto,
Ainda assim amar muito mais
E nunca abandonar o próximo ao relento...

Eu queria amar sem fazer diferença,
Acordar e vislumbrar somente as coisas boas.
Distribuir beijos e abraços sem cessar,
Até quando Deus voltar...

Eu queria ter amado o meu inimigo,
Mas confesso que não consegui.
O desprezo falou mais alto diante de sua adversidade,
A falta de perdão imperou naquele momento...

As mãos que lavam o rosto devem ser estendidas,
Para que possamos assentar a mesa com Deus
E juntos julgarmos os ímpios nas suas injustiças,
Mas como? Se não amo o inimigo meu...

Para que eu possa ser direito,
Preciso experimentar a prática do perdão,
Assim estarei junto ao que é perfeito
E agirei com amor em qualquer situação.

5 comentários:

André Miranda disse...

Olá poeta,

Continuas com otimos escritos adorei todos...em especial "Algo sublime"

Um grande abraço.

LUZ disse...

Olá Djalma,

Que bom ter voltado!
"Eu quero amar, amar, perdidamente, amar só por amar aqui, além..." Florbela Espanca.
Amar é a chave da vida.

Beijos carinhosos de luz.

ॐ Shirley ॐ disse...

O AMOR engloba todas as virtudes. Gostei, Djalma. Abraços!

Sopa de Letrinhas da Leninha disse...

As vezes chegamos próximos deste amor, que eleva e leva a Deus, pena que no nosso "eu", por vezes fala mais alto... assim caímos. Mas, o exercício é diário, trabalhoso, com Deus no controle é possível! Quem sabe, se todo dia pedirmos a Ele a Sua ajuda.
Um grande abraço ao poeta de grande inspiração!

Inezteves disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.