sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Livres Ações - Poesia

Há momentos em nossa vida que não encontramos a saída
E não conseguimos nos livrar desse marasmo que afeta a gente.
Precisamos nos redescobrir para vivermos de forma mais alegre,
E assim senti o sabor de ser feliz outra vez com quem amamos.
Ao andar disperso, quando eu menos percebi me vi no fundo poço...
E achei que seria tarde demais para reconstruir tudo de novo.
Nesse momento entendi que não tinha mais o que cavar,
Era só me firmar na rocha que se encontrava abaixo dos meus pés.
Na volta a superfície, conseguir respirar ar puro novamente...
Dancei ao som da mais bela canção, acreditando em nova chance...
Senti ter criado asas para voar como as andorinhas no verão,
Sabendo que Deus me pôs em lugar firme para vencer a desilusão.
Acreditei que o tempo não iria mais levar os meus sonhos,
Nada mais em minha inconstante vida passaria em branco...
Compreendi muita coisa existente e os seus mistérios.
Hoje, restaurado e refeito do susto que me levaria a morte.
Busco ser livre em minhas ações e deveras equilibrado.

4 comentários:

Sopa de Letrinhas da Leninha disse...

E, firme na Rocha... muitas alegrias irá encontrar nesta tua jornada... Parabéns pelo texto e descoberta!

LUZ disse...

Olá Djalma,

Belíssima e significativa imagem encima tua postagem!

Às vezes, é preciso chegar bem no fundo, para percebermos, QUE DEUS É AMOR.

Bom fim de semana.

Beijos carinhosos de luz.

ॐ Shirley ॐ disse...

Não a fé cega em Deus, mas, a confiança que advém do conhecimento, nos dá esperança. Sempre há um recomeço e a oportunidade de novas conquistas. Muita paz pra você, meu amigo Djalma!

Isis Dumont disse...

Olá, querido Blogueiro e poeta da sabedoria e do amor! Boa noite! "Nada mais em minha inconstante vida passaria em branco..." Adorei teus lindos versos! Beijos de boa noite, mais uma vez!