quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Triste Solidão - Poesia

Pelo meu caminhar já não existe mais encanto ou aventura,
O tempo passou muito rápido anunciando o fim dos dias.
Eu vejo amigos partindo sem a chance de ver a Luz de Cristo!
E as conversas já não são mais as mesmas, tristes desatinos...
Nos meus passos me sinto como a única andorinha existente,
Que não faz mais verão por falta das antigas e belas companhias.
Triste solidão que me assola nesta vida que segue o seu rumo assim,
Como o rio solitário cortando a vegetação no seu curso.
Queria harmonizar o meu passado com o meu tempo presente,
Para ter um futuro mais agradável junto àqueles que cresceram comigo.
Mas nada é tão simples como aparece nas novelas da televisão,
Onde o mal é cortado para no final serem felizes em união.
Enquanto não dá certo, o filme não chega ao seu final,
Já na vida real, até a promessa fica em segundo plano...
O símbolo mais forte no momento da solidão apresentada
É a Cruz de Cristo que mostra uma vida totalmente rejeitada...
Então, eu me pergunto: Porque a surpresa da separação?
Todos buscam ter sucesso nos seus sonhos e projetos
E ninguém quer andar na contra-mão dos seus objetivos.
Uma pena que muitos não conseguem se livrar das armadilhas,
E se perdem em meio a uma vida imatura por causa da ilusão!
No labirinto da minha memória eu busco lembrar dos perdidos...
Aqueles amigos que se foram precocemente, sem se despedir!
Deixo de lado o meu orgulho inútil para chorar as minhas saudades...
Acreditando que Deus de alguma forma possa tê-los salvos!
Assim eu creio que nos reveremos para recomeçar onde paramos a caminhada,
E juntos em harmonia reconstruiremos uma nova história de amor e amizade,
Mas de maneira completamente diferente, junto a Jesus noutra dimensão!

2 comentários:

Isis Dumont disse...

"Queria harmonizar o meu passado com o meu tempo presente,"... Fortes, lindas e verdadeiras palavras, poeta querido! Parabéns!!! Grande abraço de quarta à tarde!

LUZ disse...

Olá Djalma,

O tempo passa, e por vezes, confundimos o presente com o passado.
Esperamos um tempo novo, UMA NOVA TERRA.

Abraços de luz.