terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Desespero - Poesia

Na loucura que se instalou a humanidade,
Vejo desespero por todos os lados...
Ninguém anda mais falando a verdade,
Não saram a carapaça da mediocridade insana.

Os filhos querem, mas os pais não podem dar...
Aí, vão as ruas buscar soluções que não resolvem.
As profundezas da alma precisam se dissecar,
Para entender que a vida é mais além...

Ainda há sonhos alcançáveis que os redimem...
Entrega às drogas e a prostituição, Por que?
Elas não têm poder de jogar tantas vidas fora.
São caminhos de morte, momentos de transição.

A idéia de suicídio só consola, não soluciona!
A compaixão alheia ajuda a cicatrizar as feridas.
Mas a hora é agora, é melhor desabafar...
Do que jogarem terra sobre a sua cova rasa.

Um comentário:

ॐ Shirley ॐ disse...

Djalma, nosso planeta está mesmo, num momento de transição. É preciso ter a mente elevada para não se deixar contaminar pela maldade que anda às soltas. Abraços!