domingo, 22 de janeiro de 2012

Idéias Anômalas - Poesia

A ânsia de colocar as mãos onde não se alcança,
Permite o sonho se amparar na fraqueza da impotência.
Desistir de idéias anômalas dadas por concretas,
Faz com que a ocasião o redime com certeza.

Talvez amanhã você queira mudar de opinião,
Ações extremas não resolvem nada na jornada.
Muito pelo contrário, só piora a situação...
Na verdade somos todos um pouco do nada.

A beatitude que nos foi por Deus outorgada,
Vale quando sentimos a compaixão pelo outro.
Mas a carapaça da triste mediocridade humana,
Desenha um quadro assustador neste mundo louco.

O que houve das conversas francas do passado?
As que permitiam todo controle interno do seu ser...
Hoje se mente descaradamente sem culpa ou peso,
Saiba, quase não há renascimento, mas se morre pra valer!

Nenhum comentário: