terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Meu lugar - Poesia

Eu nasci pelo amor dos meus pais,
Mas creio que teve propósito Divino.
Pois, bem sei que nenhuma folha cai...
Se não for da vontade do Deus triuno.

Nos braços imaginários da ilusão,
Estive sempre livre a perambular,
Fiz amigos nos lugares com emoção,
Mas não perdi de vista o meu lugar.

O amor pode trazer tudo para mim,
A metade do meu coração o controla.
Mas a outra metade cassou-a até o fim,
Quando vê que não existe a contra-prova.

Eu fui feito para acreditar no amor,
E ninguém tem o direito de esfriá-lo.
Sou a última canção em forma de louvor,
Para cumprir em mim o que já está preparado.

4 comentários:

Keyla Carvalho disse...

Muito lindo, que a crença no amor vença sempre!

Avante!

Aparecida Ramos disse...

"Sou a última canção em forma de louvor" lindo e sensível verso, poeta. Parabéns pela inspiração e o grande amor do seu coração!
Beijos de boa noite!
Isis...

ॐ Shirley ॐ disse...

Muito bonito, amigo Djalma, acreditar no amor e, principalmente, em Deus. Beijo no coração!

CONCERTO DE LEITURA & CIA disse...

Um verdadeiro salmo caro amigo. Muito bom. Com certeza o Pai tinha um propósito em sua vida.É muito importante essa mensagem que você diz "não deixar ninguém esfriar o seu amor", pois hoje em dia o povo anda meio anacoreta. Parabéns! Abraço do Gonçalves.