sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Guerreiro na Fraqueza - Poesia















As luzes do palco da vida ainda estão acesas,
Na essência do velho trabalhador incansável...
Os escombros dos problemas não os impedem,
Que tenha forças para continuar a jornada...
O seu corpo físico não é mais o mesmo,
Mas guerreiro na fraqueza não se dá por vencido...
Até os últimos momentos de sua vida,
Acredita que vencerá os seus infortúnios.
Mesmo ferido e sentindo fortes dores na alma,
Não se entrega por vans manipulações e desprezos...
O poder constituído não reconheceu o seu valor,
Tentou jogar morro abaixo o seu otimismo,
Mas perplexos estão com tamanha determinação.
Construiu com amor a sua nação tijolo a tijolo,
Na esperança de vê-la crescer diante do mundo...
Hoje sai de cena um velho, chamado de louco!
Com uma aposentadoria irrisória e depreciativa.
Para não sofrer mais, abandonou a caminhada...
Na informalidade busca a dignidade perdida,
Complemento bem vindo para os dias festivos,
Que compartilha junto aos que o amam de verdade.
No palco terreno desempenhou bem o seu papel,
Mas no instante derradeiro onde esvaíram as suas forças,
Tentaram retirar dele toda sua saúde e grana...
Esqueceram que país rico, deve respeitar seus construtores!

11 comentários:

Aparecida Ramos disse...

"VERDADEIRAMENTE GUERREIRO NA FRAQUEZA!" Belíssimo e reflexivo texto da vida real... Esse é o verdadeiro retrato de milhões de trabalhadores e trabalhadoras nesse país. Lembro de ter trabalhado em sala de aula o texto "ARQUIVO", super interessante, no final o trabalhador era comparado a uma chapa de metal. Se encontrares, leia, é bem pertinente e instigante. Amei, poeta LER-TE mais uma vez! Beijos de sábado ainda de manhã...

MARILENE disse...

Infelizmente, a aposentadoria, que deveria coroar uma vida de trabalho, continua impondo sua continuidade.
Seus versos são um lindo desabafo.

Abraços

teca disse...

Versos de luz e força!!! Gostei muito!!!

Bom fim de semana.
Beijo carinhoso.

Rita disse...

Olá vim conhecer seu Blog ,e gostei
pq adoro poesias,vc tem bom gosto
parabéns tudo é muito bonito por
aqui,venha me visitar ,que será bem
vindo e já leva um selinho de presente.
Abraços com carinho Rita!

http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com/

Kellen Bittencourt disse...

Olá amigo, Parabéns poetizou muito bem os problemas que enfrentam os trabalhadores desse país que não tem o valor que merecem! Muito bom apesar do tema vergonhoso p o País! Abraços

Angela disse...

Olá, Djalma!
Você retratou com muita sensibilidade e sabedoria a triste situação dos nossos trabalhadores.
Um grande abraço,com carinho,
Angela

Sahara Higino disse...

O Poema abaixo,
é de puro enredo.

Estou a seguir-te;
Um abraço!

MARLENE disse...

Oi Djalma,
Passei por aqui, li alguns textos seus e resolvi fazer parte dessa turminha que te segue. Ficarei muito contente se vc me fizer uma visita e me seguir também.
Sucesso e muita inspiração pra vc!

Marlene
Flores e Framboesas

vendedor de ilusão disse...

Caro Poeta,
Saiba que honrou-me sua visita, - me senti lisonjeado! Aproveito para externar minha opinião sobre esse seu poema: não só é interessante e bem descrito é, além de tudo, altamente filosófico, - carregado de verdade, e tens absoluta razão quando afirma:"Esqueceram que país rico, deve respeitar seus construtores!" O que, lamentavelmente, não acontece, mas enfim...
Meus parabéns e um forte abraço.

SIMONE PRADO disse...

Muito triste a realidade dos que servem este pais, por fora bela viola e por dentro pão bolorento de tanta injustiça. Dignidade precisamos e misericórdia de Deus. Mudou tudo por aqui Djalma, está hiper legal. Fica na Paz.

BRISA disse...

QUERIDO
AMIGA INFELIZMENTE TRABALHADOR SOFRE NESTE PAIS. UM ABRAÇO E UM DIA PARA VC. COM CARINHO.
BRISA