quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Retrocedeu - Soneto

Depois de tantas as evidências,
Você retrocedeu em nosso sonho.
Faltou no mínimo transparência,
Nos seus sentimentos, suponho!

Busco sempre chamar sua atenção,
Percebe que estou lhe querendo.
Não adianta viver aqui de ilusão,
Ao me imaginar príncipe encantado.

Você pode até ter os seus dilemas,
Todas as suas dúvidas nesta hora,
Mas vou lhe mostrar valer a pena!

Um sorriso cordial é bom de ver,
Gentileza não podemos desprezar,
Mas amor de verdade e pra viver!

3 comentários:

Aline Santos disse...

Olá Djalma!
Que maravilha é vim aqui em seu cantinho! ^^
Vim agradecer por você ter visitado meu blog e ter participado como meu amigo lá no blog, sim amigo, por que não? Tenho meus seguidores como amigos, claro, somente aqueles que de igual maneira querem cultivar o laço da amizade, seja na virtualidade ou cara a cara!
Seus poemas tem um caráter tão genial que eu posso exclamar: - Que bom que ele me encontrou, assim puder apreciar seu lindo trabalho poético!

Paz e benção no seu coração!

Aline

CONCERTO DE LEITURA & CIA disse...

Um soneto com influência romântica. Muito bom meu amigo! Abraço do Gonçalves.

ॐ Shirley ॐ disse...

Sim, o amor é para ser experienciado. Um beijo, Djalma!!!