domingo, 4 de março de 2012

Acaso ou coincidência? - Prosa Poética


No relacionamento de amor você acredita no acaso? Ou você acredita na coincidência? Pessoas entram e saem de nossas vidas, algumas simplesmente somem... e quanto a nós, o que devemos pensar...?

Eu vejo em cada passo dado uma alma sedenta... em cada gesto um ato de amor... em cada olhar um pedido de coração...!

Em cada palavra terna o amor... no silêncio a emoção... no choro um clamor... e em cada sorriso uma prova de felicidade...!

Pessoas passam e deixam suas essências... transformam vidas com seus carinhos ofertados, mas levam também um pouco daquilo que deixaram...!

Encontros que constroem sonhos, mesmo que seja por um verão... momentos que podem ocorrer somente por uma estação... mas às vezes é duradouro em sua intenção... e se eterniza quando o casal vive em comunhão...!

Lindo é ver um caso de verão se repetindo por várias estações... ele leva os sentimentos aflorarem... tanto a alegria pode explodir de emoção, quanto à tristeza arrefecer a paixão...!

Neste ato a noite se transforma em dia, de tão iluminada que a alma fica... as estrelas são contadas entre as testemunhas de algo que chegou para ficar...!

Vá, desfrute com ternura esse amor... nada é para sempre, mas pode ser eterno... a eternidade consolida o amor... então, ame e seja amado...!

Assim, viverá o melhor da vida.

Um comentário:

Aparecida Ramos disse...

Não desejo ser cometa na vida de alguém (aquele que apenas passou), mas me esforço para ao menos, se não posso ser estrela, quem sabe eu seja um fragmento de poeira dessa estrela que não sou. Meu querido poeta, PARABÉNS MIL!!!!!!!!
Beijossssss e minha ternura pra você!