quinta-feira, 15 de março de 2012

Paciência - Prosa Poética


Existem pessoas de todos os tipos e personalidades, algumas chegam a exagerar em suas manias... quanto a nós, o que devemos fazer para convivermos em meio a estas variações...?

Sabemos que por mais boas que as pessoas sejam, sempre chega o momento em que elas vão nos ferir... aí, a confiança demais exaltada passará por uma crise existencial, até porque, tudo se perde muito rapidamente...!

A construção de um laço de confiança para ser bem alicerçado dura anos, mas apenas poucos momentos de infelicidade são suficientes para destruí-lo por completo...!

Ser paciente é a prática mais difícil na atualidade, pessoas ferem sem pensar e não analisam os estragos causados... mas querem pra si o perdão, mesmo sendo cruéis com os seus pares...!

Golpeiam mortalmente os considerados seus desafetos... enquanto não os vêem caídos, não se conformam...!

Saiba que o tempo muda tudo, mudam os pensamentos, mudam as pessoas, muda a gente e os amigos também mudam... e, aí, o que fazer para manter acesa a chama das amizades de longas datas...?

Aprendi que não podemos dar ocasião para o mal, senão os nossos atos ficarão amparados numa emoção desmedida e depois amargaremos um arrependimento sombrio...!

As duras penas, entendi que a paciência requer muita prática... e que nada é levado em conta, quando se tem a certeza do perdão da pessoa considerada...!

Compreendi que algumas pessoas, por mais que você se importe, não se importam... só que essas mesmas pessoas ao recebem um basta, se fazem de humildes e "arrependidas"...!

Contudo, não se importe com o tanto que machucaram você, tenha paciência, saiba que as tribulações as produzem...!

E a paciência, produz a experiência...!

A experiência, a esperança...!

E a esperança não traz confusão...!

Quanto ao amor de Deus, ele foi derramado em todos os corações... mas somente os mais sensíveis são capazes de senti-lo!

Então, vá em frente... seja um vencedor.

8 comentários:

Marly Bastos disse...

Djalma,
É bem certo que estamos em uma construção diária, e vamos aos poucos aprendendo a lapidar e ser lapidado... Palavras ferem mais que tapas, pois elas ferem a alma.
Paciência é exercício que poucos praticam e por isso tantos dissabores nos relacionamentos. Perde-se a paciência, fala-se o que quer e não quer e provoca com isso um buraco que não pode ser tapado.
Perdoar sempre né Djalma? Ainda mais que o perdão não é sentimento e sim mandamento:"perdoai e vos será perdoado..."
Beijokas doce e uma sexta-feira maravilhosa.

Bandys disse...

Olá Djalma,
Grata por ter ido no meu canto.
Gostei muito.
Mais um belo texto, e acompanhado de Mozart, somente li e absorvi.
Mas te deixo um presente, se pudesse..

Se pudesse deixar algum presente a você deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos
A consciência de aprender tudo
o que foi ensinado pelo tempo afora
Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem..
A capacidade de escolher novos rumos ..
Deixaria para você se pudesse
o respeito àquilo que é indispensável.
Alem do pão o trabalho
Além do trabalho ação
E, quando tudo mais faltasse um segredo o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída"
[Gandhi]

Estou indo em frente.
Boa noite,
UM BeijO

Michele disse...

Djalma

(Con)viver é uma arte que exige trabalho.

Gostei muito da reflexão.

Um beijo

Kellen Bittencourt disse...

Vc disse uma frase sensacional "Paciência é a pratica mais difícil da atualidade" Haja paciência rsrsrsr ótimo texto amigo! Abçs e obrigado seus comentários

Elzinha disse...

A paciência é filha da humildade, mas o orgulho ainda impera na humanidade.
Ótimo texto Djalma.
Um beijo

Aparecida Ramos disse...

Eu sei, não me importo com os arranhões, as escoriações que recebo. Sei também que dói e dói muito mais dependendo de onde vem... Mas sou também feita de paciência... Deus me deu algumas cruzes bem pesadas, alguma inclusive de madeira bruta, penso que faltou aquela ferramenta que faz o acabamento rsrs. Mas por outro lado, Ele sabe muito bem do quanto sou capaz de suportar. Sabe da coragem, da ousadia, da determinação, da criatividade, da doçura e do amor que Ele colocou em meu ser. E é por isso que me considero uma vencedora. Fica com Deus!!! Beijos.....

Vera Lúcia disse...

Olá Djalma,

A paciência requer exercício diário.
É um ato de amor e de tolerância.
Perdoar também é um ato de amor.
Com o tempo a vida nos ensina a abrandar os sentimentos negativos ainda recalcitrantes em nós.

Abraço.

Aparecida Ramos disse...

Oi, BOM DIA, POETA!!!
Obrigada pelas lindas flores que enfeitam, alegram e perfumam a vida, igual as amizades verdadeiras e os amores sinceros e puros dos puros de coração, se existem rsrs. Beijos de sábado de manhã.