domingo, 15 de abril de 2012

Entre o amor e a morte - Poesia

A beleza da natureza nunca morre,
Ela nasce em outro lugar mais atraente.
Assim como um amor que acaba,
E se transporta para outro coração certamente!

Morremos aos poucos durante a caminhada,
Mas ainda há muito que viver nesta estrada.
A morte busca findar com a nossa vida,
E quanto ao amor, ele é um segredo eterno!

A morte será inevitável, nós passaremos por ela...
Ninguém sairá vivo dessa empreitada chamada vida.
Mas não menospreze a força maior do amor,
Que transpassa essa dimensão e devolve a vida.

O importante ficou na lembrança da mente,
Bons momentos não podem ser apagados...
Estar de luto não deve ser algo permanente,
Ao expressar a tristeza, deixa os sonhos alados...

3 comentários:

Kellen Bittencourt disse...

Assim o é, não tem jeito, todos nos deparamos com ela um dia, seja por nós mesmos seja pela perda de entes queridos, por isso a necessidade de vivermos bem de forma que tenha valido a pena qdo chegar nosso dia! Abraços e boa semana!

Sónia M. disse...

Nada é permanente nem eterno!!

Bom inicio de semana!
Beijo
Sónia

Suu Munizz disse...

Todos passamos por isso,mas enfrentar o luto é muito difícil,conviver com a ausência de quem amamos e nos faz falta é insuportável.
Uma dor tão profunda que percorre todo o corpo.
Abraço querido,=)