quarta-feira, 18 de abril de 2012

O Grau de Liberdade - Poesia

A liberdade do homem amplia os seus horizontes,
O deixando com o coração mais leve para conquistar.
Ele vê a cultura como ferramenta fundamental,
Num caminhar de uma emoção sem cessar.

O grau de liberdade mede a possibilidade de sonhar,
E a sociedade sofre diretamente essa proporção.
Portanto, devemos para sempre lutar e alcançar,
O equilíbrio necessário entre o pensamento e a ação.

Para vencer os seus propósitos e obstáculos na vida,
A liberdade do homem torna-se primordial em seus atos.
Ela aspira à maravilhosa sensação do senso de justiça,
Responsabilidade que a maioria não tem, só a ignora!

A prisão não tem apego ao sofrimento da pobre alma,
Alimenta-se da escravidão e da morte em seu território.
Se alguém diz saber amar outro ser como a si próprio,
Deve oferecer liberdade de ação, assegurando-lhe igualdade.

Um comentário:

ॐ Shirley ॐ disse...

A liberdade aliada à consciência, isso sim, seria o ideal. Muito bom, Djalma.Beijo!