terça-feira, 19 de junho de 2012

Carinho - Poesia

Quem não gosta de receber carinho?
Ao fechar os olhos e senti-lo, tudo fica mais calminho...
Reflita sobre sua vida... Se nela não tiver esse mimo?
Pois do carinho resplandece a luz da alma um bocadinho,
Traz alegria ao amoroso coração quando sozinho...
Quem está por perto como o seu vizinho,
Pode se distanciar pela falta desse caminho.
Ao estar presente, ele fará enxergar qualquer desalinho...
Nas inquietudes de uma vida só de espinho.
Sempre que viver a dois, viva como um mocinho!
Carícias, afagos com ternura dentro do quartinho,
Ou mesmo no momento mesquinho,
São ações necessárias para trazer paz no descaminho.
Quando dormir, sonhe com bons momentos de carinho.
E faça isso acontecer, ao acordar no seu ninho...
O dia ficará muito mais feliz com seu amor neste alinho
E verá em seu sorriso junto ao seu olhar, muito mais brilho.

3 comentários:

Sopa de Letrinhas da Leninha disse...

Lindo! Parabéns, gostoso de se ler!

Rosa disse...

Sin amor es cierto que la luz brilla solo un poco. Muy bellas palabras.

Un abrazo

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Ótima poesia, receber e dar carinho é um presente de Deus. Tenha um dia de vitórias. Um forte abraço.