segunda-feira, 18 de junho de 2012

Chegou à Hora - Poesia

Enfim, chegou à hora...
A hora de planejar,
Organizar,
Estruturar,
Compensar,
E melhor viver...

A hora é agora.
De voltar aos compromissos,
Um dia assumidos,
Mas esquecidos,
Por problemas que vieram...

Mas se eu nada fizer,
Tudo volta às mesmas,
Os mesmos discursos,
Que eu não sou ninguém,
Que sou um resto do nada,
Jogado na estrada,
Ou num canto qualquer...

Falarão!
Que estou sem amor,
E ninguém para abraçar...
Que os amigos se foram,
E não tenho mais o que falar...

Falarão também!
Que sou um pouco de tudo,
Um sozinho no mundo,
Feito um moribundo,
E que não tenho fé...

Mas eu sou da fé,
E nada poderá fazer,
Eu retroceder...
As tribulações!
Não vão me consumir...
Nem as paixões,
Poderão me afastar,
Do amor de Jesus.

Enfim, chegou à hora...
A hora de poder dizer!
Que eu sou muito feliz,
E tenho tudo...
Tenho o amor de Jesus.

Um comentário:

Lucinalva disse...

Olá Djalma
Linda poesia, destaco essa parte "chegou à hora...
A hora de poder dizer!
Que eu sou muito feliz,
E tenho tudo...
Tenho o amor de Jesus". Um forte abraço abençoado.