segunda-feira, 4 de junho de 2012

Eu Ando - Indriso

Eu ando com saudades da sua boca,
Do seu beijo ardente e bem gostoso,
De sua língua enrolada na minha, louca!

Eu ando com saudades do seu corpo,
Carnudo, quente, molhado e desejoso,
Enroscado ao meu num lindo frenesi...

Eu fico a lembrar das belas noites,

Em que bastava sentir o seu calor!

3 comentários:

Rita disse...

Eu fico a lembrar das belas noites,

Em que bastava sentir o seu calor!

Adorei como sempre, olha ai a frase
do poema que maravilha

Bjuss de bom dia
abraços
Rita!!!!

Kellen Bittencourt disse...

Oi Amigo, com o dia dos namorados chegando tenho lido muito sobre saudades, acho que é uma época propicia para tal sentimento! Bonito! Abraços

»♥«Nati Caetano»♥» disse...

Olá amigo! Que linda poesia,com muito calor de amor, e cheia de sensualidade.

* . + . * . * . + . * . * . *
“Uma das trágicas coisas que eu percebo na natureza humana
é que todos nós tendemos a adiar o viver.
Estamos todos sonhando com um mágico jardim de rosas no horizonte,
ao invés de desfrutar das rosas
que estão florescendo do lado de fora de nossas janelas hoje.”
* . + . * . * . + . * . * . *
Beijos e uma Feliz Semana.Nati