quinta-feira, 21 de junho de 2012

Não Deixe - Poesia

Na linha do horizonte.
Vejo o céu beijar o mar...
A lua se esconde,
Para ver o sol brilhar.
Quando as estrelas se juntam,
Num só clarear...
Admiro o momento vespertino,
Fim de tarde a encantar.
Já na manhã seguinte,
Tudo vai recomeçar...
Momento matutino,
Bruma e brisa de arrepiar.
Jardins, flores e frutos...
Florestas, rios e mar...
Desertos planaltos e vales.
Tudo isso pode acabar...
Natureza que encanta,
Os seres desta terra.
Não deixe que os maus destruam,
Sua linda aquarela...

3 comentários:

»♥«Nati Caetano»♥» disse...

Djama,
amigo linda poesia,e no momento vespertino fim de tarde a encantar o olhar,mesmo que no outro dia td vai recomeçar.Brumas,flores,rios mares e a natureza encantada no nosso olhar.Bjs amigo e uma boa tarde.Nati

Suu Munizz disse...

E quantas pessoas não tem consciência da beleza da natureza não é mesmo?!
Mas espero também que ainda possamos admirar belos momentos como um amanhecer ou um lindo pÔr-do-sol por várias vezes.
Linda poesia,abraço Djalma,=)

Rosa disse...

Me gusta mucho esta poesía. Tienes un talento increible.

Un abrazo