quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Afeto - Soneto

Um coração generoso derrama suas lágrimas,
Numa prova de afeto puro nas suas emoções...
A ação nobre que soma nunca é desperdiçada,
Vontade sublime e digna dos grandes corações!

Se a água branda no bater gasta a pedra dura,
O afeto sem compromisso faz o ser inteligente.
Já o soco em ponta de faca sempre o machuca,
Levando o ser tosco ao arrependimento somente!

Vale mais ser chamado de pessoa cheia de afeto,
Do que infligir a lei do amor na prática da injustiça,
Que no final o levará a Deus sem nada de concreto.

Afeto contrapõe o ódio que condena eternamente...
Demonstração de amor feito na santa consciência,
Da alma que busca viver o céu na terra contente.

3 comentários:

Filha do Rei disse...

Que nossos corações venham transbordar de afeto, é o que mais precisamos.
Lindo poema.Bjs

Kellen Bittencourt disse...

Muito lindo amigo! Abraçoss

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Um coração afetuoso é um bálsamo para a alma. Lindo soneto, parabéns varão valoroso. Um forte abraço.