terça-feira, 25 de setembro de 2012

Há, o Coração... - Prosa Poética


Órgão muscular que bate sem parar, cumprindo assim a sua missão de  o sangue bombear...!

Como faz parte do lado emocional do individuo, o coração também bate por amor... ele é o órgão que mais sofre na solidão...!

Ah, como sofre o coração... nele nascem as infinitas admirações... e as grandes e criativas declarações...!

Inspira as belas canções de amor... protagoniza momentos divinais de compaixão... e transborda todo em emoção...!

Ah, como sofre o coração... quando é bom busca ser sereno e leal e muitas vezes sem coragem, se contorce sem ver a resposta...!

Quando se sente culpado sofre de remorsos... mas inocente enlouquece de alegria...!

Ah, como sofre o coração... no amor divino o coração transpassa o céu... ele quer sentir o toque de Deus...!

No relacionamento de amor o coração quer sonhar, ver, sentir, tocar, saborear e amar...!

Quem não dá lugar ao coração deixando que o mesmo endureça, mais tarde vai sofrer na solidão...!

Terá a necessidade de ter o outro ao seu lado, o que não vai ocorrer por tê-lo desprezado...!

A atenção, o carinho, a pré disposição em ajudar ao próximo, são ingredientes indispensáveis para o amor bater mais forte dentro do peito...!

Se quebrante, seja um amável coração, assim você será mais feliz... e fará do outro, um coração também muito feliz.

6 comentários:

CONCERTO DE LEITURA & CIA disse...

Bom dia caro amigo Djalma. Sua prosa poética diz muito sobre esse músculo que, muitas vezes, nos coloca em cada enrascada. Uma análise profunda, sensível e jocosa. Muito bom! Abraço do Gonçalves.

Lucinalva disse...

Olá Djalma
Reflexão muito interessante, que o nosso coração sempre transborde de amor. Um belo dia abençoado.

Kellen Bittencourt disse...

Coração sofre muito mesmo, e quando a vida se estabiliza e julgamos que não sofreremos mais, vem os filhos e continuam a nossa saga, coração que sofre com e pelos filhos! Abraçosss

»♥«Nati Caetano»♥» disse...

Djalma, amigo querido, desculpe minha ausência, meu filho estava doente e meu blog deu pau, mexi lá e acabei por fazer outro.

E o coração sente todas as emoções, e qdo bate forte ou é Amor ou está doente.Muito bom seu texto.E o meu bateu forte pois meu filho teve pneumonia, e mãe é padecer no paraíso. Depois vc me segue lá no blog novo.Beijos no coração.Nati

Valéria Souza disse...

O coração nos prega cada peça! Quando acelera ou desacelera, é um sinal de que algo está bem ou mal. Faz parte da vida sentir esta adrenalina, se por amor, se por medo, alegria, compaixão,...Ah, são tantas emoções! Grande, Djalma! entendes de coração. Um abraço.

Rosa Viñas disse...

Me gusta mucho leer tu obra.

Buen fin de semana

Saludos