segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Poema Vivo - Poesia


Ao receber as palavras enviadas me sensibilizo.
No coração está a morada das emoções...
A vida é sentida num dar e receber sem fim...
E nos relacionamentos tudo pode acontecer.
Meus olhos são reflexos da minha alma!
Percebo quando ela está feliz ou abatida...
A cada saída novas pessoas eu conheço.
Isso é presença de vida dentro de mim...
Sou mais um nesta terra querendo ser feliz...
E por isso, eu vivo sempre muito afim.
As decepções, alegrias e paixões fazem parte da vida.
E as coisas só acontecem para quem está vivo!
A natureza também mostra a sua existência viva,
Na riqueza de muitas belezas estendidas...
Vivo estou quando percebo as quatro estações.
Delas eu desfruto muito, extraindo todo o seu mel.
Vivo estou quando vejo o desabrochar das flores.
Sinto o aroma na variedade dos seus perfumes...
Vivo estou quando aprecio os animais nas suas diversidades.
Suas caçadas pela sobrevivência sempre me encantam...
Vivo estou quando observo os ciclos lunares.
E faço o meu pedido quando aparece uma estrela cadente...
O divisor de águas entre a vida e a morte é o espírito,
Ele é o responsável direto pelas nossas vidas...
A sensibilidade é mais apurada no seu quebrantamento,
Neste momento eu vejo nas lágrimas toda sua ternura...
Assim como a alma viva, o poema vivo se apresenta;
Numa inspiração combinada entre o espírito e o poeta.

5 comentários:

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Amei ter lido esse poema, muito lindo, parabéns pela criatividade. "Meus olhos são reflexos da minha alma", frase muito verdadeira. Em breve estarei levando o selo. Tenha um dia abençoado. Um forte abraço.

Kellen Bittencourt disse...

Parabéns amigo, isto tudo é estar vivo e extraindo tudo o que a vida nos oferece! Adorei! Abraçoss

Rosa Viñas disse...

Hola Djalma, a veces olvidamos que tenemos que poner coraje en nuestras vidas y valorar lo que tenemos alrededor.

Un abrazo

Aparecida Ramos disse...

Sem palavras, querido, diante de tanta vitalidade poética. SIMPLESMENTE GENIAL!!!! Beijos com poesia.

Valéria Souza disse...

Como é bom viver!, e viver intensamente como você descreve no poema é melhor ainda. Um beijo.