sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Esperança - Indriso

Na esperança eu me descontrolo
Sonho traduzir tudo para realidade.
Quando não ocorre, me apavoro!

Na esperança é que eu me embalo,
Lâmpada que alumia o meu coração,
Para ter uma vida sem atrapalhos.

Se acaso não houvesse esperança,

A luta diária não teria relevância.

6 comentários:

Janaina Cruz disse...

Só com muita luta e fé, é possível realizar sonhos, a esperança tem mesmo que ser uma amiga constante.

Parabéns pela belíssima obra meu amigo

Abraços

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

"Na esperança...eu me descontrolo."

Me vi nessa frase.
Às vezes...a ESPERANÇA é tanta...que nos PERDEMOS nos atos, nas respostas, no comportamento. Acabamos assim, perdendo até mesmo...quem ainda não chegou.
Lindo post.
Um abraço, fica com DEUS.

Kellen Bittencourt disse...

Sem esperanças a vida não acontece né amigo! Abraçoss

»♥«Nati Caetano»♥» disse...

Olá meu querido!Amigo Djalma Fiquei sem poder visitar os amigos, tive uma lesão na mão e ainda está inchada, mas já estou bem melhor.

Linda poesia! A esperança e a Fé caminham de mãos dadas, e sem ela a vida não tem sentido.
Tem 2 mimos que fiz com carinho, pega os dois caso gostar, está no final do post.
Abraços

Rita disse...

Bom dia de domingo!

A beleza de tudo isso é o poder
das suas mãos que faz toda diferença
Parabenizo, elogio e deixo um abraço
com todo meu carinho, pelo belo poema
Bjuss
Rita!!

Suelen Muniz disse...

Oi Djalma,
Sem a esperança não haveria a vontade de recomeçar todos os dias,de fazer diferente.
um ótimo final de semana,abraço,=)