quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Eterno? - Poesia

Na minha loucura você se afastou...
Não sabia que era tudo por amor.
Na minha tristeza, me abandonou...
Não entendia que eu fazia tudo por ti.

Na condução dos fatos, me ignorou...
Agiu cruelmente comigo, sem interagir.
No seu repúdio, tudo em aberto ficou...
Mas nada é eterno e tudo pode excluir.

Meu amor, simplesmente me afague.
Não olhe para as cruéis circunstâncias...
Abraça-me e suavemente se encaixe,
Sinta todo o calor da nossa paixão.

Não deixe que tudo entre nós se acabe!
Sem que eu possa lhe dar explicação...
E não aja covardemente, não se afaste.
Procure ter mais daquela compreensão...

Tudo é eterno enquanto nós quisermos,
Mas, nada pode ser como antes da dor!
Não me mate na tristeza da solidão diária,
E veja como ainda é grande o nosso amor.  

Nenhum comentário: