domingo, 24 de fevereiro de 2013

Fremente Céu - Poesia

Quando olho o céu estrelado,
Imagino como é lindo o firmamento.
Viajar entre os astros é profundo,
Numa viagem só de pensamento...

Impossível não perceber a ternura,
De um céu estrelado e fremente.
A lua cruza todo meridiano,
Para dá lugar ao sol imponente!

Ao perceber o momento matutino,
Onde a brisa beija o seu rosto,
O ser alegre respira ar puro,
Esperando ter um dia de conforto!

Ao entardecer recomeça o processo.
Momento vespertino que dá novo lugar,
À noite enluarada volta para encantar,
A pobre alma que se alegra com a natureza!

3 comentários:

Ateliê Tribo de Judá disse...

"Há quem me julgue perdido,porque ando a ouvir estrelas.Só quem ama tem ouvido para ouvi-las e entende-las.."
Olavo Bilac

Que bom que ainda existem seres humanos que se alegram com as estrelas.

beijos
Joelma

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde
Djalma
... a cada momento do dia, temos sempre a nossa disposição a maravilhosa possibilidade do encontro com a natureza.
Bela inspiração!
Bom domingo,bom início de semana
Abraços

Sónia M. disse...

É mágico e inspirador o encontro que se faz com a natureza.

Bom inicio de semana, Djalma.

Deixo um beijo

Sónia