quarta-feira, 20 de março de 2013

Beleza Interior - Poesia

A beleza que marca é a interior,
O exterior é atraente, mas temporão.
A interior invade em cheio o coração,
Enquanto a exterior só a mente!

Os olhos veem, mas não lê o sentimento da alma.
As lágrimas quando engolidas soam mais sinceras.
O corpo fala com seus movimentos sensíveis,
Mas é com a boca que se revela de praxe!

O sentir é algo inexplicável,
Traduz até o impossível ao ser.
Quem ama vive repleto de emoções,
Vê na sua pureza a própria esperança.

A felicidade move a vida,
Transforma até o duro coração.
A doçura degusta o sabor do eterno,
Aquele amor, que vai além da emoção.

7 comentários:

Filha do Rei disse...

Oi,Djalma. As tuas perguntas é que foram sábias, levaram-me a pensar e a gostar de saber que tenho crescido :)
Amei respondê-las.Obrigada!!

Lucinalva disse...

Olá amigo
A beleza interior invade em cheio o coração, pura verdade. Linda reflexão. Um forte abraço.

Elzinha Coelho disse...

Bela reflexão Djalma.

A beleza externa se acaba, é tão efêmera, mas o que se tem de bonito por dentro é o que encanta e é o que se leva. Nem o tempo destrói.

Um beijo

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Estou voltando aqui novamente porque só agora li as suas respostas da Tag, gostei muito das suas respostas, obrigada por participar. Fica com Deus.

Aleatoriamente disse...

O brilho da alma é um tesouro.
O externo não é eterno, mas o que faz uma lágrima cair, ou o que sabe afagar este sim, carrega a imortalidade e se faz eterno.

Beijinho amigo, belo texto.

Valéria Souza disse...

Muito tocante e profunda esta poesia. É na verdade um grande e doce mistério a beleza interior. Lindo! Bjssss.

Suelen Muniz disse...

Oi Djalma,
A beleza interior e nem sempre é valorizada,muitos admiram a exterior.
Mas a beleza interior é de extrema importância,nela se esconde a pureza,a beleza,a sensibilidade e o amor.
Um ótimo domingo =)