quinta-feira, 11 de abril de 2013

Amor Transitório - Poesia

Toda vez que eu penso em você,
Os sentimentos se misturam...
Vejo o nosso amor fugaz!
Não tem a firmeza desejada.

Uma loucura calculada,
Uma ternura em lágrimas...
Uma entrega complicada,
Mas uma poesia sem palavras...

Nas carícias sinto a sua entrega,
No silêncio a voz da sua alma.
Confusão de pensamentos,
O meu instinto diz que sairei perdendo!

Sexo, engano, calor e traição.
No fracasso o veneno destilando,
Amor fingido mata como as drogas.
Mesmo assim eu continuo tentando...

2 comentários:

Aleatoriamente disse...

Muito intensa sua poesia Djalma.
Não conseguiria fingir amor, porque o amor é tão precioso e transparente!
Como poema é bem interessante, mas como realidade é triste!

Beijão!

Ateliê Tribo de Judá disse...

"É feito de doces palavras o veneno mais forte que conheço!"
AC Rangel

E mesmo assim insistimos sempre....o amor enfeitiça ....
Beijos
Joelma