terça-feira, 16 de abril de 2013

O Mendigo - Poesia

Como é duro viver a realidade da vida,
Às vezes eu procuro as fantasias para disfarçar as dificuldades...
Busco então, sonhar!
Mas os meus sonhos não são nada demais,
Apenas sonhos vãos, que no final não me levarão a lugar algum.
Eles são fabricados pelo desespero existente dentro de mim.
Daí, só me resta enclausurar-me no meu castelo de areia.
Meu casulo preferido, pois não tenho outro!
As incertezas da vida deixa um gosto amargo na boca.
E analisando os dados eu chego à conclusão que são apenas dados!
Não importa que tipo de vida eu leve,
O papel é frio e, eu viro somente estatística...
Eu sei que a distância impede os mais altos sonhos,
Mas a proximidade desfaz qualquer sonho!
Não posso contar com ninguém, nem com a natureza,
Ela me castiga todos os dias nas ruas!
Tem dias de sol escaldante,
Dias de chuvas que alagam...
Dormir! Nem pensar.
Já pensei dizer adeus à própria vida,
Mas seria um ato de covardia.
Eu sei que Deus tudo vê e os meus pecados podem me comprometer.
O inferno é para quem ignora Deus,
Eu ignoro a minha própria vida!
Contudo, morrer jamais só quando Deus quiser!
Injustiça se faz quando as riquezas são mal distribuídas,
O populismo de alguns políticos só faz bem para eles, quanto a mim...
Eu continuo mendigo! 

4 comentários:

Aleatoriamente disse...

Um texto profundamente intenso, com fraturas expostas na alma.
Muito bem escrito porque os sentimentos, vão modelando o quadro real de nossa vida e intensificando no semblante a olhos nus.
Mas eu lhe digo que mendigo não será jamais, porque todos temos a graça de Deus. E ao carregar essa graça somos especiais para o ser mais importante do universo.
Sei também que as adversidades, que seriam as nossas cruzes diárias, nos emocionam, e muitas das vezes somos injustiçados, mal amados, e carregamos a tal solidão mesmo cercados de gente, E continuamos ali firmes, aguentando, sobrevivendo e suportando mesmo quando pensamos que não conseguiremos mais. Isso é aprendizado , ganho de experiências, de força, de saber combater até mesmo quando pensamos que não sabemos. Isso é Deus cuidando de tudo em nós da maneira que ELE já sabe como e qual caminho.

Beijinho Djalma e tenha um bom dia!

Ateliê Tribo de Judá disse...

O que dizer aos que podem fazer algo por nossos irmãos em dificuldades?

"O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram, e a sua ferrugem será um testemunho contra vós e devorará a vossa carne como fogo..."
Tiago 5:3.

E olha que já chorei muito lendo e vivendo experiências que em Tiago 5 estão claras quanto a dureza de coração de alguns patrões, hoje estou livre e feliz porque o Senhor cuida, o deserto para seus servos é apenas passagem....não somos abandonados do amor de Deus nunca.

Beijos
Joelma

Lucinalva disse...

Olá Djalma

Não deve ser fácil viver na rua, pedindo sempre o pão de cada dia. Sabemos que Deus cuida de cada um e sempre tem dado um escape. Bom seria se as distribuições das rendas ocorressem de forma igualitária. Belo texto amigo.

Rita disse...

Muito profundo, e viver na rua é
muito triste mesmo, que Deus olhe por cada um irmão que vive assim
Gostei elogios pra vc
Deixo um abraço com carinho
Rita!!!